INFORMATIVO ANTISPAM-BR
Segunda-feira, 20 de dezembro de 1999


O Movimento Brasileiro de Combate ao SPAM (http://www.antispam.org.br/) adicionou hoje a sua lista de bloqueio a EMBRATEL - Empresa Brasileira de Telecomunicações. O bloqueio foi motivado pelas diversas denúncias de SPAMS praticados por clientes da Embratel que estão até hoje sem apuração e sem solução oficial.

Esse bloqueio foi debatido na lista de discussão do Movimento, e não houve entre os assinantes - composto principalmente por administradores de redes - nenhuma opinião contrária à inclusão da Embratel na lista dos domínios considerados "spammers".

A Embratel é notoriamente de uma lerdeza incompreensível na hora de punir seus clientes SPAMMERs. Várias e várias denúncias estão no "limbo", sem apuração, e um funcionário da própria Embratel já escreveu publicamente (e "assinou" embaixo) que TODAS as denúncias de spamming, hacking, cracking e lammering são jogadas no 'lixo', sem maiores providências por parte daquela empresa.

A Embratel fará agora parte do "seleto" grupo de mega-empresas que já tiveram lugar cativo na lista de bloqueio nacional. Dentre elas pode-se citar o STI e o UOL, que, porém, ficaram pouquíssimos dias na lista porque se mostraram contra o SPAM e tomaram providências para mudar o próprio perfil. Dentro do UOL foi o próprio Caio Túlio Costa (diretor geral) quem tomou a frente do assunto e fez o setor de atendimento funcionar dentro das normas da "Netiqueta", apurando, identificando e punindo os usuários. No STI, a mudança de postura ocorreu com a nomeação de um funcionário competente (Tabajara) para o setor de apuração de denúncias.

Um detalhe importante a ser citado: A Embratel distribuiu um boletim geral (de número 44/97, de 8 de outubro de 1997) no qual afirmava que o SPAM não seria tolerado na rede por ela administrada. Até hoje, passados mais de dois anos, a Embratel não revogou aquele Boletim, mas também nada faz para cumpri-lo. Sem dúvida esse fato faz relembrar o velho ditado que diz: "o que vale não é o que está escrito".

Para obter maiores informações:

Site do Movimento: http://www.antispam.org.br/
Lista de Bloqueio: http://blocklist.antispam.org.br/
Sala de Imprensa: http://www.antispam.org.br/salaimprensa/
Boletim Embratel: http://www.antispam.org.br/ipdir4497.txt

 

Sobre o movimento:

A Origem do Movimento:
O Movimento Brasileiro de Combate ao SPAM foi criado em janeiro de 1997, fruto da iniciativa de um provedor baiano, a MagicLink, que teve repetidos incidentes originados pelo estudante de medicina Mateus da Costa Meira, o mesmo que em novembro de 1999 foi acusado de ter assassinado três pessoas em um cinema do Shopping Center Morumbi, em São Paulo.

Integrantes:
Os integrantes do Movimento AntiSPAM são principalmente Administradores de Rede de provedores brasileiros, incluindo-se aí os provedores considerados "líderes de mercado".

Para saber mais sobre o caso Mateus da Costa Meira e o início do Movimento, visite o site do jornal "O Estado de S.Paulo" em http://www.estado.com.br/jornal/99/11/06/news033.html ou http://www.estado.com.br/edicao/pano/99/11/05/cid823.html.

 

Sugestões e Críticas
Webmaster